Gestão do turismo de Itaipu é reconhecida em premiação nacional

Modelo implantado pelo Parque Tecnológico Itaipu ficou entre os três primeiros colocados na categoria governança.

Apoie! Siga-nos no Google News

O projeto “Modelo de Gestão para o Turismo Sustentável”, inscrito pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI) no Prêmio Nacional do Turismo 2023, ficou com a terceira colocação na categoria Governança e Gestão do Turismo.

Leia também:
Iluminação de Itaipu terá sessões especiais no mês de janeiro
Fronteira elabora observatório do turismo trinacional

A cerimônia de premiação, organizada pelo Ministério do Turismo (Mtur), ocorreu na noite desse sábado (16), em Brasília, na Arena BRB Mané Garrincha.

O tema deste ano foi “O Turismo Transformando Vidas”, tendo como objetivo identificar, estimular e disseminar práticas de sucesso, para potencializar o desempenho do setor, que está entre os maiores geradores de empregos no país.

O projeto apresentado pelo PTI descreve o modelo de gestão implantado no Complexo Turístico Itaipu (CTI), tendo como foco a sustentabilidade do negócio.

Irineu Colombo, diretor-superintendente, e Yuri Benites, diretor de Turismo, representaram o PTI na cerimônia. Foto: Gentileza/PTI
Irineu Colombo, diretor-superintendente, e Yuri Benites, diretor de Turismo, representaram o PTI na cerimônia. Foto: Gentileza/PTI

“Os recursos obtidos com a atividade turística custeiam a operação do complexo, garantindo os empregos diretos e indiretos de cerca de 250 pessoas”, destaca o diretor de Turismo do PTI, Yuri Benites, citado pela assessoria. “Esperamos que esse reconhecimento inspire outras iniciativas públicas.”

Os dois primeiros lugares na categoria Governança e Gestão do Turismo ficaram, respectivamente, com os projetos “Turismo em Terras Indígenas de Roraima”, do governo de Roraima; e “Apoio e Profissionalização das Instâncias de Governança Regional (IGRs) do Estado de MS”, da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul.

Paulo Angeli

Idealizador do Festival das Cataratas, evento anual que movimenta o turismo de Foz do Iguaçu e fronteira, o empresário Paulo Angeli foi um dos três finalistas da categoria “Iniciativa Privada – Micro, Pequenos Empreendedores e MEI”.

“Estar nessa posição de destaque demonstra que estamos no caminho certo, resultado de um intenso trabalho desenvolvido há mais de 20 anos ao lado de pessoas engajadas em transformar o turismo”, afirmou.

LEIA TAMBÉM