Guias de turismo de Foz já podem se inscrever para cursos de capacitação

Começam nesta terça-feira (6) as inscrições para a capacitação de guias de turismo de Foz do Iguaçu, iniciativa promovida pela Itaipu Binacional, por meio de convênio com o Instituto Polo Internacional Iguassu.

Serão selecionados 150 guias que, além de participar do curso, receberão uma bolsa de estudos no valor de R$ 450 durante três meses, de outubro a dezembro, num total de R$ 1.350 por profissional.

“Essa é uma ajuda que, sem dúvida, vai permitir uma sobrevida financeira a esses profissionais tão importantes para a nossa comunidade”, diz o coronel Aureo Ferreira, assessor especial do diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna.

O critério de seleção considerará a ordem de preenchimento da ficha de inscrição. Os interessados também deverão atender aos seguintes requisitos: estar inscrito no Cadastur; ter trabalhado como guia de turismo no ano de 2020, mediante verificação junto ao cadastro da Cataratas S/A ou Complexo Turístico Itaipu; não possuir vínculo empregatício e nem estar recebendo seguro-desemprego.

Também não será permitida a participação de profissionais que estejam recebendo benefício previdenciário ou assistencial, com exceção do Bolsa Família; que estejam recebendo auxílio emergencial previsto na Lei 13.982/20; ou que possuam renda familiar acima de três salários mínimos,  ou R$ 3.135,00. O edital completo, com todas as informações, pode ser baixado no link: http://bit.ly/3dcKrAt.

As inscrições devem ser feitas por meio deste link  até as 22h de quinta-feira (8).

As aulas começam no dia 20. A capacitação terá duração de três meses, com aulas às terças e quintas-feiras. Cada aula terá duração de duas horas (das 18h30 às 20h30). A bolsa de estudos é vinculada à frequência de pelo menos 75% no curso, com a entrega de duas pesquisas de qualidade ao final da capacitação.

A iniciativa é uma forma de apoiar o setor do turismo, um dos mais atingidos com a pandemia da covid-19, especialmente em uma cidade como Foz do Iguaçu, que tem sua vocação econômica fundamentada na atividade turística. O recurso total repassado pela Itaipu para a ação soma R$ 202,5 mil.

Qualificação

A capacitação vai abordar novas formas de apresentar os atrativos turísticos de Foz e qualificar os guias na questão do atendimento, visando aumentar a satisfação dos visitantes.

Os guias vão aprender a trabalhar com rotas alternativas dentro do Parque Nacional do Iguaçu (PNI): as trilhas San Martin e a Trilha da Bananeira, além de outras já existentes.

Após o período da pandemia, a categoria poderá oferecer aos visitantes este novo circuito, com as novas trilhas.

Dessa forma, o Instituto Chico Mendes da Conservação da Biodiversidade (ICMBio), entidade que administra o PNI, espera estimular a visitação da população no parque e, consequentemente, a demanda por esse serviço.

O Polo Iguassu foi escolhido para gerir os estudos por se tratar de uma entidade sem fins lucrativos, que atua há 24 anos no apoio às iniciativas, instituições e movimentos orientados para a integração, estruturação e desenvolvimento da Região Trinacional do lguaçu (Brasil, Paraguai e Argentina) e do Mercosul.

Parte da capacitação será feita em parceria com o ICMBio e entidades como o Sebrae e o Conselho Municipal de Turismo (Comtur).

Para mais informações sobre as inscrições, entre em contato com o Polo Internacional Iguassu, pelo telefone (45) 3576-7112.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.