Ponte da Amizade: empresários exigem que Ministério da Saúde do Paraguai se instale por três dias em Alto Paraná

Redação H2FOZ   

A Câmara de Empresários de Ciudad del Este e Alto Paraná divulgou carta pública aos governos municipal, estadual e federal do Paraguai com novos posicionamentos da entidade sobre a reabertura da Ponte Internacional da Amizade. O documento é assinado por Carlos Jara e Rubén Liuzzi, respectivamente presidente e secretário da instituição.

A nota contextualiza os eventos de 22 de setembro, em que o governo do Paraguai, em meio a pressões populares e políticas, anunciou a reabertura da Ponte da Amizade sem estabelecer data e sem entendimentos prévios com as autoridades do Brasil. A Câmara de Empresários cita no texto a necessidade de decisões binacionais para a efetivação dessa decisão. 

A entidade aponta que já existe um protocolo consensual elaborado por lideranças e representantes do poder público de Ciudad del Este e Foz do Iguaçu. Esse ordenamento para a reabertura gradual e segura da ponte é “fundamentado, coerente e responsável”, destaca a câmara empresarial, a partir de “indispensável e sério apoio sanitário”, conclui. 

Na carta pública, a Câmara de Empresários de Ciudad del Este e Alto Paraná exige que o Ministério da Saúde do Paraguai se instale por 72 horas em Alto Paraná, na região de fronteira. O objetivo é que o órgão possa fazer uma avaliação presencial da evolução do sistema sanitário, para além dos “frios informes estatísticos”, expõe. 

Para os empresários, o governo nacional paraguaio precisa ouvir profissionais da saúde que vivem a realidade diária do combate à pandemia. “Mandar funcionários para Ciudad del Este, com pressa, tentando dar soluções por palavras, e depois voltar para Assunção, não funciona mais”, assevera a carta. 

No documento, a câmara afirma que não enviará representantes a reuniões do governo de Alto Paraná e da prefeitura de Ciudad del Este sem que estejam presentes autoridades em saúde. Depois de quase sete meses, dado o tempo para investimentos em saúde pública, “seguimos com a Ponte da Amizade fechada e nossas UTIs disponíveis com altíssima ocupação”, enfatiza a Câmara de Empresários. 

Câmara de Empresários de Ciudad del Este e Alto Paraná:

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.