Receita apreende mais um ônibus de turismo carregado de muamba

Bagageiro do ônibus estava lotado de produtos contrabandeados do Paraguai. Fotos RF
Siga a gente no

As mercadorias sem comprovação legal totalizavam R$ 284 mil, de acordo com a Receita Federal.

No final da tarde desta quinta-feira, 16, a Receita Federal apreendeu diversas mercadoria irregulares em um ônibus de turismo que tinha como São Paulo. A abordagem ocorreu no posto da Polícia Rodoviária Federal, em Santa Terezinha de Itaipu.

No veículo foram encontrados condicionadores de ar, ‘hoverboards’ e brinquedos, entre outras mercadorias diversas, que não possuíam notas fiscais ou quaisquer outros documentos que comprovassem a regularidade fiscal de importação dos produtos. O valor das mercadorias é estimado em R$ 284 mil.

Tanto o ônibus quanto a mercadoria foram retidos e encaminhados à sede da Receita Federal em Foz do Iguaçu. Durante a operação, ninguém foi preso, mas serão enviadas representações legais ao Ministério Público para a apuração de ilícitos.

CIGARROS E ELETRÔNICOS

Na van paraguaia, cigarros eletrônicos; no carro brasileiro, eletrônicos escondidos em fundo falso. Fotos RF

Em outra operação de rotina, na Ponte Internacional da Amizade, foram apreendidos um carro com placas brasileiras e uma van com placas do Paraguai.

Na van, havia diversas caixas de cigarros eletrônicos, cuja venda é proibida no Brasil. A mercadoria foi avaliada em R$ 8 mil.

Já o outro carro trazia diversos eletrônicos da marca Apple, ocultos em fundos falsos na parte interna das portas. Até o final de quinta-feira, a mercadoria não tinha sido contabilizada.

Tanto o veículo brasileiro quanto o paraguaio e as mercadorias que transportavam foram apreendidos e encaminhados para a sede da Receita Federal em Foz do Iguaçu.

Durante a operação, ninguém foi preso, mas serão enviadas representações fiscais ao Ministério Público para a apuração dos ilícitos.

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Assessoria

Este texto é de responsabilidade de assessoria da imprensa institucional e/ou empresarial. Veja mais conteúdo do autor.

-->