H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

É dia de conferir o tempo. O que diz a meteorologia sobre o fim de semana e além?

 É dia de conferir o tempo. O que diz a meteorologia sobre o fim de semana e além?
Ao amanhecer e ao entardecer, até pra caminhar ou correr é preciso estar agasalhado. (Foto: Patrícia Iunovich)

H2FOZ - Cláudio Dalla Benetta

É incrível observar como cada serviço de meteorologia difere nas previsões do tempo pra Foz do Iguaçu (e pra outras cidades também). Até parece que usam dados diferentes, satélite diferente e computadores que se desentendem. Mas há algumas tendências comuns entre as previsões para sexta-feira, sábado e domingo, que permitem conclusões próximas da realidade.

A primeira, é que o frio continua nos próximos dias, porém mais ameno. Sexta-feira, 29, por exemplo, pode ter mínima de 8 graus (Simepar), 9 graus (Climatempo), 10 graus (AccuWeather), 11 graus (Inmet) ou 12 graus (CPTEC/Inpe).

Mais quente que nesta quinta, 28, quando a mínima pode ter chegado a 6 graus. Ou um pouco mais.

No sábado, 30, nova tendência de elevação na temperatura, com prognósticos que variam de 9 graus (Simepar) a 14 graus (Accuweather), com intermediárias dos outros serviços.

Domingo é a grande incógnita para os meteorologistas. Quer dizer, pra nós, que acompanhamos as previsões que fazem.

Pra alguns deles (Inmet, Simepar e Climatempo), mínima será maior que no sábado (pode ser 11, graus, 13 ou 14 graus); pro AccuWeather, igual a sábado (14); e pro CPTEC/Inpe, ao contrário, a temperatura desce dos 14 graus no sábado pra 10 graus no domingo.

A outra grande "polêmica" entre eles: chove ou não no domingo? Pois é, dois dizem que sim, Climatempo e Accuweather. Pros demais, sol entre nuvens ou tempo nublado.

Nova semana, novo mês

Aí, claro, vem a segunda-feira, primeiro dia de junho. Simepar e Climatempo garantem que as condições são propícias para uma boa chuva. Quer dizer, relativamente boa chuva, apenas 7,7 milímetros, segundo o Simepar.

Quanto à temperatura mínima, varia de serviço a serviço. Vai de 6 graus (AccuWeather) a 18 graus (Inmet). É isso mesmo? Reconferidos os dados, constatamos: é isso mesmo, 12 graus de diferença entre uma estimativa e outra. Um dos dois errou muito feio!

Pela previsão dos outros serviços, o erro deve ser do Inmet, já que o Simepar prevê 9 graus, o CPTEC/Inpe 12 graus e o Climatempo aposta em 14 graus.

E chuva ao longo da semana? Vejamos, a partir do institante título:

Até geada

Além da segunda-feira, Simepar prevê chuva também pra sexta-feira, 5. E geada nos dois dias seguintes. É o único que tem esta previsão. Até agora, neste outono, não houve registro de geada em Foz do Iguaçu. Mas houve previsão.

Climatempo, chuva na segunda e também na sexta-feira (5) e no sábado seguinte, 6.

CPTEC/Inpe vê chuva na quinta-feira (4) e nos quatro dias seguintes (é a melhor previsão de chuvas, considerando a estiagem que enfrentamos. Vamos torcer pra que acerte).

O AccuWeather prevê chuva, como já foi dito, no domingo e, depois, na quarta-feira e no sábado seguinte.

É inegável que o outono produz um céu especial, em Foz do Iguaçu. Foto Patrícia Iunovich

A inevitável conclusão

Tirando algumas previsões que parecem fora de tom, aposte que o frio vai continuar, seja de forma severa ou um pouco mais amena. Não dá pra descartar agasalhos e bons cobertores, nesta e na próxima semana.

Quanto a chuvas, está difícil concluir. O que os meteorologistas analisam indica que vão ocorrer de fato, seja já no domingo ou em dias da semana que vem. Provavelmente, serão dois ou talvez até três dias de chuva, considerando a maioria das previsões.

E, como é junho que se inicia, há boas chances de ser mais chuvoso que maio, mês que foi ainda pior que a média histórica.

Em todas as regiões do Paraná, com exceção do Norte, junho é um mês mais chuvoso que maio, embora haja uma variação muito grande entre o mínimo e o máximo de chuvas em cada mês.

Vejamos o Oeste: historicamente, chove em maio entre 75 e 200 milímetros; em junho, entre 95 e 160 milímetros. O importante, neste caso, é que o mínimo histórico - mais garantido - é mais alto do que em maio.

No Norte, só pra comparar, chove uma média entre 70 e 150 milímetros em maio, historicamente, e entre 50 e 130 mm em junho. Ambas as médias são mais baixas em junho.

O mês, que começa na segunda-feira, já entra em "fase de testes". Se começar com chuva, aplausos para junho.

As previsões de cada um

Veja agora um resumo das previsões, de onde tiramos os dados da matéria. Outras informações  foram acrescentadas com base nos respectivos portais desses serviços.

Simepar: 8 graus sexta, 9 sábado e 13 no domingo. Chuva na segunda-feira. E geada terça e quarta (com mínima de 5 graus nos dois dias). Tem ainda previsão de chuva pra sexta-feira, 5.

Climatempo - 9 graus sexta, 10 sábado e 11 no domingo. Com 90% de chances de chover. Chuva se repete na segunda, com 14 graus de mínima. E terça, sem chuva, 5 graus. Na quarta, 10 graus.

CPTEC/Inpe - 12 graus sexta, 14 sábado, 10 domingo. Chuva só na quinta-feira, 4. Em compensação, meteorologistas desse serviço preveem chuva nos quatro dias seguintes, o que seria a salvação da lavoura. Para as próximas 24 horas, há um aviso de atenção: Foz do Iguaçu está incluída na área que terá baixos índices de umidade do ar.

AccuWeather - 10 graus na sexta, 14 no sábado e 14 no domingo, com pancadas de chuva. Frio mais intenso volta na segunda (6 graus). Na terça-feira, 7 graus. Chuva também na quarta-feira e depois no sábado seguinte.

Inmet - O Inmet faz sempre as previsões menos emocionantes, digamos. Mínimas de 11 graus no sexta, 11 no sábado e 14 no domingo. Segunda, último dia com prognóstico, minima sobe pra 18 graus. Sem chuva nesses dias.

Esses 18 graus na segunda, bem como  os 6 graus previstos pelo AccuWeather pra esse dia, merecem ser lembrados pra conferir.

Veja mais fotos do outono, feitas pela jornalista Patrícia Iunovich. Inclusive a foto da capa, que por motivos de edição sofreu cortes.

Veja Também