H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Por: H2FOZ - Paulo Bogler

Indicados membros de três CPIs instaladas na Câmara de Foz do Iguaçu

Indicados membros de três CPIs instaladas na Câmara de Foz do Iguaçu
Investigações são referentes a fatos de administrações municipais passadas; "bancada independente" vê movimento com desconfiança (Foto: Câmara de Vereadores)

A presidência da Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu publicou portarias indicando membros para três CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito). As nomeações, realizadas pelo presidente da Casa de Leis, Beni Rodrigues (PSB), foram editadas no Diário Oficial do Município dessa quinta-feira, 12.

Os vereadores João Miranda (PSD), Jeferson Brainer (Republicanos) e Celino Fertrin (PDT) fazem parte da CPI com a finalidade de apurar e investigar indícios de danos ambientais nas construções do Barracão no Jardim Ana Rouver e da Creche Bento Vidal.

Eventuais irregularidades na compra de maquinários por meio do Consórcio Condoexte são avaliadas pelos vereadores Edson Narizão (PTB), Nanci Rafagnin Andreola (PDT) e Anice Gazzaoui (sem partido).

Os vereadores Rogério Quadros (PTB), Marino Garcia (sem partido) e Elizeu Liberato (PR) investigam se existiu fraude ou não na licitação destinada ao transporte coletivo em Foz do Iguaçu.

Todos os fatos são referentes a administrações municipais anteriores. As comissões reúnem parlamentares da base de sustentação política do prefeito Chico Brasileiro (PSD) no Legislativo, e membros da chamada "bancada independente". As três CPIs têm prazo de 180 dias para a conclusão dos trabalhos.

Fila

As três CPIs foram instaladas simultaneamente na sessão do último dia 5 de setembro. Na ocasião, uma quarta comissão foi criada para investigar indícios de irregularidades na destinação do lixo, que deverá aguardar, para ser composta, a conclusão da "Comissão Especial de Alagamentos".

Ocorre que o regimento interno da Câmara de Vereadores de Foz permite o funcionamento de até cinco comissões de investigações ao mesmo tempo. Vale lembrar que também está em atividade a "CPI da Iluminação Pública", que esmiúça a licitação voltada para a instalação de luminárias de LED na cidade.

Desconfiança

As CPIs criadas recentemente no Legislativo foram recebidas com ceticismo por parlamentares da "bancada independente". Da tribuna da Câmara Municipal e à imprensa, alguns vereadores disseram que esse movimento busca "trancar" a pauta para outros possíveis processos investigativos.

"Essas CPIs trancam a pauta. Por que não investigar a atual [gestão municipal]?", questionou o vereador Edílio Dall'Agnol (PSC). Ele discursou na tribuna da Câmara logo depois da abertura dos procedimentos de apuração de fatos de gestões passadas.