Morador como fiscal das contas públicas é tema de palestra em Foz do Iguaçu

Evento aberto ao público será sexta-feira, 10, às 19h, com Ney Ribas, fundador nacional do Observatório Social, com 150 talks pelo país.

Apoie! Siga-nos no Google News

Em controle social, há relação direta entre participação do morador no monitoramento das contas públicas com o desenvolvimento de uma cidade e eficiência da gestão. Esse é o tema de diálogo gratuito para a comunidade, promovido pelo Observatório Social em Foz do Iguaçu (OSB-FI), nesta sexta-feira, 10, às 19h, no auditório da ACIFI, no centro.

LEIA TAMBÉM: Unioeste/Foz abre vagas para pós na área de saúde com bolsas de R$ 3,1 mil

O diálogo será com Ney Ribas, fundador nacional do Observatório Social, sobre “O voluntário no controle social: cuidar de Foz, essa energia depende de cada um de nós!”. O palestrante é empresário, industrial, responsável por mais de 150 talks por todo o país e coordenador da mobilização pela transparência no Brasil Força-Tarefa Cidadã.

O objetivo é ampliar a compreensão pública sobre o exercício cidadão do controle social e capacitar voluntários, informa o Observatório. E lideranças, gestores, docentes, estudantes e a população em geral poderão conhecer um pouco mais do trabalho da entidade no município.

“Como cidadãos, não podemos relegar apenas para os agentes públicos os desígnios de nossa cidade”, contextualiza o presidente do OSB-FI, Jaime Nascimento. “Temos o compromisso de zelar pelo que é de todos, principalmente como é gasto o dinheiro do erário, a qualidade dos serviços e os resultados das entregas pela prefeitura”, pontua.

“Essa introdução é para convidar os moradores a participar da palestra com a nossa liderança nacional, Ney Ribas, e juntar-se a nós como voluntário ou voluntária”, expõe. “Não é preciso ter experiência nem formação específica. Basta ter amor pela cidade e vontade de fazer algo pelo presente e pelo futuro de Foz do Iguaçu”, reflete Jaime.

Cidadão no controle

O palestrante Ney Ribas é fundador e presidiu por dois mandatos o Sistema OSB, hoje presente em 150 cidades do Brasil. Representando a rede, coordena a Força-Tarefa Cidadã, mobilização anual para promover a transparência e as boas práticas de gestão no Brasil, em parceria com órgãos oficiais de controle das contas públicas.

Foi adviser (voluntário) da Junior Achievement e integrou o Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial. Ministrou mais de 150 palestras em todo o país sobre controle social e qualidade na aplicação dos recursos públicos. É especialista em coordenação de projetos e planejamento estratégico. Administrador, empresário e industrial, atua nos segmentos de suprimento automotivo e gráfico.

Pela transparência

O Observatório Social em Foz do Iguaçu exerce o monitoramento dos gastos públicos, analisando licitações e acompanhando pregões, desde 2009. Produz indicadores de gestão e contribui para políticas públicas eficazes. Seu trabalho é feito por voluntários, para o quê a única exigência é a não filiação político-partidária.

Os controladores sociais iguaçuenses obtiveram a quarta colocação no OSB 100% Eficiente, edição de 2023. O Observatório Social em Foz do Iguaçu também venceu o prêmio nacional de boas práticas por três vezes, entre seis edições da premiação realizadas. Possui parcerias com universidades públicas e privadas, sendo mantido com recursos de mantenedores e promoções.

Palestra – Cidadão e o controle social
Data: 10 de maio (sexta-feira), às 19h
Convidado: Ney Ribas
Local: auditório da ACIFI (Rua Padre Montoya, 490, centro)
Inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfv2VnWQwUf-1rIIzw9lID5uQ9iW5ST7GAjHR8vdGIwGi67kQ/viewform
Evento gratuito, aberto para a comunidade.

(Com informações do Observatório Social em Foz do Iguaçu)

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.