Homem com 140 litros de gasolina argentina contrabandeada é preso em Foz do Iguaçu

Além de crime ambiental, policiais alertam para o perido de explosão da gasolina - Foto: Divulgação

Federais receberam denúncia de venda ilegal de combustível realizada em um estabelecimento em Três Lagoas.

Para apurar denúncia de venda ilegal de combustíveis, policiais federais foram até um estabelecimento comercial, na região de Três Lagoas, nesta quinta-feira, 5. No local, encontraram galões improvisados com gasolina contrabandeada da Argentina.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

A Polícia Federal (PF) contabilizou cerca de 140 litros do produto. O responsável pelo espaço comercial foi preso em flagrante por crime ambiental, informou a assessoria da força policial, e conduzido para a delegacia, juntamente com a gasolina.

“Conforme foi apurado, o lava-jato funcionava como um posto de combustível clandestino, comercializando gasolina trazida da Argentina”, relatou a PF. Além da prática considerada ilegal, há o risco à segurança das pessoas.

“É crime ambiental importar, comercializar, transportar, guardar ou ter em depósito combustível estrangeiro, independente se for ou não para uso próprio”, frisou o órgão. “Além disso, há um grande risco de explosão nestes locais que armazenam ilegalmente combustíveis contrabandeados.”

A gasolina, reforça a PF, é um produto altamente inflamável. “Não só pelo líquido, mas também pelo vapor que sai dos recipientes improvisados”, esclareceu a Comunicação da Polícia Federal em Foz do Iguaçu.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.