Não há beleza nem na foto nem na paisagem. É só uma imagem real, feita às 7h da manhã deste sábado, com uma leve chuva caindo. E assim vai continuar.

Veja quando vai fazer sol o dia inteiro! Pra hoje, alerta amarelo de temporais

Primeiro, vamos à previsão pro final de semana. Será que precisa? Claro que sim! O Instituto Nacional de Meteorologia divulga alerta amarelo para risco de temporais em todo o Paraná. Pra variar.

O alerta começa ao meio-dia deste sábado, 30, e vale até meia-noite. Possibilidade de muita chuva e ventos intensos.

Outros serviços de meteorologia também aventam o risco de temporais, com descargas elétricas (raios). E chuva.

As temperaturas não mudam, em relação aos últimos dias: a máxima fica abaixo – mas pertinho – de 30 graus.

Depois de viver uma das piores secas da história, o Paraná – e Foz incluída – agora recebe muita água. Já não há problemas de abastecimento no Estado. Aqui em Foz, então, não houve qualquer risco, mesmo em plena estiagem, e agora sobra água.

E a semana, como será? A gente já não aguenta mais ver tantas nuvens e delas tanta água caindo. Mas calma! A situação vai mudar. Quando? Quando? Perguntará o cada vez mais assustadiço leitor.

Vamos à unanimidade: só na sexta-feira da semana que vem, dia 5. Será um dia de sol, limpo (Simepar); parcialmente nublado (CPTEC/Inpe); predominantemente ensolarado (AccuWeather); “sol e aumento de nuvens pela manhã; pancadas de chuva à tarde e à noite” (Climatempo).

Ué, cadê a unanimidade? Mero engano. Ilusão provocada pelo excesso de água à vista. Nem poderia haver unanimidade, já que o outro site consultado, o Inmet, tem previsão estendida só até quarta da semana que vem, dia 3. E, até lá, chove todo dia.

O que parece haver, a partir de sexta da semana que vem, é uma tendência de as chuvas diminuírem, nos dias seguintes. Para o Simepar, o tempo fica bom de sexta a terça-feira. Para o CPTEC/Inpe, sexta e sábado, depois parcialmente nublado terça e quarta. O AccuWeather deixa o sábado ensolarado e a segunda parcialmente com sol.

É o que temos. Há um dia com esperança de melhoras no tempo. Mas parece mesmo que fevereiro seguirá a tendência de janeiro, de muitos dias chuvosos.

Já que vai ser assim, tomara que resolva o problema dos moradores da região metropolitana de Curitiba. Mesmo com toda a chuvarada que caiu por lá, os reservatórios ainda não chegaram a 60% do volume, considerado necessário pela Sanepar para afastar o risco de racionamento e garantir água para os períodos de estiagem, a partir de abril.

MUITA ÁGUA NAS CATARATAS

As Cataratas do Iguaçu, na manhã deste sábado, 30, estavam com uma vazão de 2,7 milhões de litros. Isto é, quase o dobro da vazão normal (entre 1,4 e 1,5 milhão de litros/segundo).

No ano passado, só durante quatro meses a vazão nas Cataratas do Iguaçu ficou com o volume normal. Em abril, chegou a apenas 200 mil litros por segundo. Só perdeu pros 71 mil litros por segundo de 1978, outra seca histórica.

O Rio Iguaçu é muito instável. Os reservatórios das usinas ajudam a amenizar esta instabilidade. Mesmo assim, veja que as Cataratas quase secaram, em 1978. Em compensação, em 2014, a vazão chegou a 46,3 milhões de litros/segundo, cerca de 30 vezes acima da média normal.

Na seca ou na enchente, as Cataratas ora até assustam com o estrondejar de suas águas, ora mostram seus recortes, suas saliências e reentrâncias, quando a água é escassa. Mas sempre impressionam.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 908 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ