H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Por: Cláudio Dalla Benetta - H2FOZ

Duas obras vão mudar a cara de Ciudad del Este: multiviaduto e Costanera

Duas obras vão mudar a cara de Ciudad del Este: multiviaduto e Costanera
O multiviaduto é uma obra impactante, mas a que dá inveja nos iguaçuenses é mesmo a Costanera. (Foto: Projeto)

H2FOZ - Cláudio Dalla Benetta

Ao ritmo da pandemia - quase acelerado -, as obras mais importantes de Ciudad del Este prosseguem e vão mudar a cara da cidade, quando concluídas. E é com uma pontinha de inveja que a gente cita quais são: o multiviaduto e a Costanera (inveja especialmente desta, que Foz bem poderia ter).

No setor viário, as obras no multiviaduto no km 7 da rodovia PY02 já  superam 40%. Até meados de agosto, a pista principal será liberada ao tráfego, quando se inicia a segunda fase, com bloqueio de duas avenidas coletoras.

Financiado por Itaipu, margem paraguaia, o multiviaduto será o maior do Paraguai e vai potencializar o desenvolviemento econômico de Alto Paraná, segundo informa a usina, já que por aquele local circulam, diariamente, cerca de 100 mil veículos.

"Esta megaobra será uma solução definitiva para o histórico engarrafamento no trânsito do km 7, em plena zona urbana de Ciudad del Este, e melhorará notavelmente a imagem do país para aqueles que entram a partir do Brasil", diz Itaipu.

Todo o trabalho de construção está se desenvolvendo baixo estrito cumprimento dos protocolos de saúde ante a pandemia de covid-19.

A margem paraguaia de Itaipu investe no viaduto cerca de US$ 11 milhões (R$ 60 milhões).

Em agosto, termina a primeira fase. Foto Itaipu Binacional Paraguai

Costanera já está quase na metade

Em outra área, mas também importante para Ciudad del Este, a construção da Costanera “Ñande Renda” é financiada com recursos dos royalties e está sendo executada pela Prefeitura.

Na última quinta-feira, dia 25, foram iniciados os trabalhos para a construção da base da praia, que já vai tomando forma. Em breve serão iniciadas as obras do anfiteatro e da pista de skate. Na fase atual, a Costanera já está com 47% das obras concluídas.

Isso é o que prevê o projeto da Costanera.

A segunda fase consiste na colocação de gabiões, para formar um muro de contenção ecológico na área da praia.

Teste com os gabiões. Foto Prefeitura CDE

A diretora de Área Urbana de Ciudad del Este, engenheira Stefany Garcete, disse que já foram feitos testes nos gabiões, para fazer as modificações que forem necessárias.

Ela disse que estão sendo concluídos os sanitários, os trabalhos subterrâneos e tudo que tenha a ver com o solo e a base da praia. "Já foram feitas as canalizaçãoes, as fundações da base da pista de skate, a base para o anfiteatro e outras obras", disse.

E comentou que a praia da Costanera será "a primeira 100% inclusiva do país".

Engenheira Stefany Garcete e arquiteta Marlene Aguilera. Foto Prefeitura CDE

A chefe de Planificação e Projetos da Diretoria de Área Urbana, arquiteta Marlene Aguilera, disse que a praia inicia com o anfiteatro, quadras de vôlei, e logo a seguir a pista de skate, "que terá obstáculos interessantes, projetados para competições internacionais".

O local também contará com parques e ginásios esportivos, além de amplos espaços verdes para recreação.

 

Veja Também