A mulher foi levada por desconhecidos quando fazia uma caminhada perto de sua casa. Foto de família, publicada no jornal Última Hora

Brasileira é sequestrada (por brasileiros) no Paraguai

Família pede que a polícia saia da propriedade, pra negociar com sequestradores.

Sequestradores, provavelmente brasileiros, exigem US$ 250 mil para libertar uma brasileira levada no sábado, 14, quando fazia uma caminhada perto de onde mora, no município de Mbaracayú, a menos de 70 km de Ciudad del Este.

Segundo o jornal Última Hora, o marido da vítima pediu que a polícia se retirasse do local, uma das exigências dos sequestradores.

Os agentes do Departamento Antissequestro da Polícia Nacional, que estavam investigando o caso, atenderam o pedido da família.

A brasileira Sandra Cristina Maceda Rubert, de 56 anos, mora na Colônia General Díaz, onde a família se dedica à agricultura.

O marido dela, Milton Gabriel Rubert, de 57 anos, contou que recebeu uma ligação do telefone de sua esposa, mas quem estava na linha era um dos sequestradores.

Falando em português, o homem exigiu US$ 250 mil para devolver Sandra Cristina.

Depois, o telefone foi passado à vítima, que conseguiu contar que estava numa área florestal.

Como o local onde a família mora é pouco povoado, a informação sobre o sequestro chegou rapidamente à polícia de
Mbaracayú, conta o Última Hora.

Os agentes antissequestro chegaram rapidamente na moradia e o marido confirmou o caso.

Mas a família preferiu não prestar queixa, já que essa seria uma das exigência dos sequestradores, que seriam brasileiros.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ. OUÇA AGORA

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 999 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ