Hitler no Paraguai: leitores trazem novas versões e polemizam

Hitler e parte de seu bunker, uma claustrofóbica construção de dois andares abaixo do solo. Foto: Bild, via Público.pt

O assunto é curioso e mexeu com leitores do H2FOZ, no domingo (30). Veja as novas teorias.

A matéria publicada no domingo pelo H2FOZ, sobre a teoria alternativa à morte do execrado líder nazista Adolf Hitler, teve muita repercussão. Mas não foi a mais lida do dia. Perdeu pra outra matéria inusitada: “Moradores do Jardim Ipê são surpreendidos com aparecimento de cobra: veja o vídeo”.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Mas a de Hitler gerou novas teorias, levantou suspeitas e até causou polêmica. Mais que isso, trouxe à tona o lado brincalhão de muitos leitores.

NOVAS TEORIAS

Em mensagens enviadas via WhatsApp ao H2FOZ, um leitor trouxe dados diferentes daqueles levantados na matéria publicada no domingo

A conferir, se você não leu: Hitler viveu e morreu no Paraguai? Uma versão alternativa da História

A versão do leitor é que Adolf Hitler não está enterrado em Assunção, mas em San Bernardino, município vizinho, “em duas catacumbas. Uma com armas e uniforme inteiro e outra com o corpo dele. Mas prefiro que vocês não mexam nisso. Vai lá mexer nas catacumbas que não sobra nem emprego, nada. Eles guardam até o dia de hoje. O III Reich ainda vive.”

E deu ainda mais detalhes: “Nessa localidade em San Bernardino há duas casas, propriedades que passam de pai para filho. Quando eu vivi no Paraguai, eu conheci muita gente. Os coveiros estavam com mais de 90 anos. Os que enterraram ele (Hitler). Os coveiros sabem. Mas vai mexer lá. Vai você, tua família, tudo. Não sobra ninguém.”

Parece perigoso mexer com o tema.

Outro leitor traz nova teoria: Hitler morreu na Cordilheira argentina dos Andes.

“Eu era criança quando saiu na revista O Cruzeiro. Tiraram uma foto dele lá no meio do gelo. Agora, não muito tempo atrás, foi encontrado um submarino alemão na costa argentina. Outra coisa: com o dinheiro do nazismo é que a Evita (Evita Perón – 1919-1952) ergueu a Argentina. Simples assim.”

Para corroborar a história de que Hitler passou pelos Andes, tem matéria publicada pelo portal Terra em 2014: Arquivos do FBI sugerem que Hitler fugiu para Argentina

NO FACEBOOK

A página do H2FOZ na rede social Facebook também ficou agitada, com 15 compartilhamentos e 43 comentários.

Eloise Jacomelli: “É possível, ele tinha muitos sósias que trabalhavam para ele, inclusive os restos mortais que diziam ser dele foi constatado que não eram. Muitos nazistas vieram para a América Latina para não pagar por seus crimes, outros por serem muito inteligentes foram levados para locais de estudos como a Nasa, nos EUA, pra Rússia etc. Em troca de não serem mortos ou presos ficaram trabalhando em laboratórios desenvolvendo coisas, tecnologias, medicina, etc. Eles eram malucos e torturaram muitas pessoas, mas, desenvolveram muita tecnologia”.

Lou Salome: “Tem ainda outro detalhe: há alguns anos encontraram um bunker nazista de luxo na selva de Misiones. Muitos nazistas do alto escalão devem ter passado por ali antes de se instalar na região…”

André Vagas: “Na verdade, existem diversas histórias relacionadas, tinha uma que a filha de Hitler estava vivendo no Porto Meira. kkk. Estranho, mas teve até manchete no jornal regional”.

Sirlene Marchiori: “Andre Vagas, sim, tem no Youtube, a suposta filha era chamada de Condessa”.

João Edson Menonita: “Sou prova viva que Adolf viveu em Paraguay”.

Mas João não detalhou porque ele é “prova viva” disso.

OS GOZADORES

Claro que a teoria também despertou o bom humor de muitos. À parte aqueles que politizaram a história jogando na dualidade da política brasileira, outros se divertiram.

É o caso de um leitor do H2FOZ que enviou mensagem via WhatsApp com outra teoria paralela, sobre personalidade dos Estados Unidos.

“O Site h2Foz divulgou este livro que, num romance, diz que o Hitler morou e morreu no Paraguai depois da 2° Guerra Mundial. Temos o Caso do Elvis Presley, que em 1977 deixou os USA e veio morar em Beleléu do Iguaçu, lindeiro do Parque Nacional do Iguaçu. Elvis Presley aprendeu a dançar Chula, a tocar gaita de 8 baixos e até compôs a música ‘Do fundo da Grota, Gauchão adotado’. Nos USA é dado como morto.”

Outros brincaram via Facebook:

Alberto Federico Wild Mendoza: “Deve ser verdade como a teoria de que a covid foi fabricada pelos comunistas chineses em conluio com a Big Farma, para dominar o mundo”.

José Geraldo Murmel: “Essa história é uma mistura de Agatha Christie e Sherlock Holmes, esse livro deve deixar o leitor concentrado do início ao fim… rs”

Fernando Feliz: “No Paraguay tem ate Hitler falsificado kkkk”.

Mas esta postagem ganhou resposta imediata de Yimi Ramón Drakeford: “Fernando Feliz, perfil falso, argentino chanta mira tu Pais y después habla, seguro me dirás que tu Pais es de los originales kkkkkk pueblo chato”.

A MORTE OFICIAL

É neste quarto do bunker que Adolf Hitler se suicidou, segundo a história oficial.

Nathalie Husson procurou um contraponto à versão paralela na história oficial, de que Hitler se suicidou em seu bunker, em Berlim. Encontrou a resposta em artigo da Revista Galileu, com o título “Morte de Hitler é desvendada por pesquisadores”, e postou no Facebook.

Não faltam teorias da conspiração sobre os possíveis destinos e os últimos dias de vida do militar alemão e líder nazista. Há quem diga que ao final da Segunda Guerra Mundial, em 1945, o ditador fugiu para a América do Sul em um submarino. Outros afirmam que se refugiou em uma base escondida na Antártica.

Porém, a realidade é muito menos interessante ou fantasiosa do que essas e outras hipóteses. Em estudo recente conduzido por pesquisadores franceses, e publicado no periódico científico European Journal of Internal Medicine, Hitler deu fim à própria vida em 1945 com uma ampola de cianureto ou um tiro na cabeça — ou, quiçá, das duas formas. A pesquisa foi realizada a partir de uma amostra de dentes do ditador.

O artigo vai além. Interessou-se? O link é este:

Verdadeira causa da morte de Hitler

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.