Veja só: alerta laranja pra temporal em Foz! E friozão chegando!

Já passa das 16 horas. Lá fora, em Foz do Iguaçu, sol, que às vezes some, com a variação doida de nuvens. E um vento meio esquisito, que parece vir de Leste. Ou do Norte. Pra ficar no meio termo, Nordeste, talvez.

Bingo! Uma consulta e surge o Climatempo com a resposta: vento Nordeste. Velocidade de 12,93 km or hora, mas com rajadas que podem chegar a 34,6 km por hora. Ou 19 nós (aprendamos juntos: 1 nó equivale a 1 km mais 852 metros).

De chuva, até agora, nem sinal. E as previsões, todas, apontavam para isso, conforme informamos na quarta-feira, dia 21. Leia: Tempinho está gostoso, né? Mas vai mudar. E meteorologistas são unânimes

Por enquanto, o Climatempo parece que se aproximou mais da verdade: “Pancadas de chuva à tarde e à noite”. Isto é, se a chuva vier de fato antes das 18h, que é quando a tarde acaba.

A gente sempre tende à incredulidade. Principalmente porque os meteorologistas alteram, da noite pro dia, suas previsões.

Mas não é o caso: todos, hoje, continuam vendo chuva no ar, nesta sexta-feira, 21. E tem um deles, que costuma alertar quando há mudanças mais rigorosas, que divulga um “alerta laranja” para temporais, em todo o Paraná e parte de Santa Catarina.

O mapa do Inmet mostra as áreas onde podem ocorrer temporais, a partir da meia-noite. Foz está bem incluída.

VOLTA NO TEMPO?

Foz incluída, claro. Mas não pra esta sexta. Com grau de severidade “Perigo”, o alerta diz: Inmet publica aviso iniciando em: 22/05/2021 00:00. Terminando em: 22/05/2021 11:00. Chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 km/h), e queda de granizo”.

Epa! O alerta começa à meia-noite e retrocede até antes do meio-dia? Algum erro há! Não pode ser! Os meteorologistas, a gente sabe, preveem o tempo (no sentido de clima) viajando no tempo, isto é, vendo os sinais do que vai acontecer nos próximos dias. Mas retroceder no tempo?

Como o site AccuWeather também divulgou o alerta laranja para tempestades, fomos conferir. É exatamente o aviso do Inmet, citando, portanto, o (por extenso) Instituto Nacional de Meteorologia. Ali fica mais claro: o alerta laranja fica ativo a partir de sábado, 12h AM, até sábado, 11 PM. Aí, sim!

Pena que o “alerta laranja” não seja para as cores que o sol produz, mas sim para temporais. Foto Patrícia Iunovich

IMPREVISTO COM A PREVISÃO

Pra elucidar: esta medição do tempo usada pelo AccuWeather se baseia no sistema horário de 12 horas, que não usamos aqui no Brasil. 12 AM, no caso é “ante meridien”, que é o horário anterior ao meio-dia (também no caso, coincidiu com ser exatamente ao meio-dia); 11 PM é o “post meridien”, isto é, as horas que seguem após o meio-dia. O 12 vale pra representar meio-dia e meia-noite. Pra quem está acostumado, é fácil.

Elucidada a questão, vamos ao alerta: a possibilidade é de “chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 km/h) e queda de granizo. Risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos”.

O Inmet já previa chuva para o sábado (era uma das poucas exceções), mas sem este risco. Nesta sexta, infelizmente, só se tem acesso ao alerta, já que não está funcionando a busca pelas previsões para Foz do Iguaçu, no site do Inmet.

Passemos então ao que dizem os outros serviços:

Simepar: chove hoje e no sábado. A temperatura, no sábado, ficará entre 13 e 21 graus. No domingo, cai mais ainda, variando entre 8 e 20 graus. E a semana começa gelada, com 6 graus (e máxima de 18). Frio prossegue ao longo dos dias.

AccuWeather: chuvas e trovoadas nesta sexta e chuvisco no sábado, quando a temperatura fica entre 9 e 21 graus. No domingo, 6 graus (máxima de 20), com “sol radiante”. A mínima se repete na segunda-feira, com máxima de 18 graus. Frio ao longo dos dias.

Climatempo: nesta sexta, pancadas de chuva à tarde e à noite. No sábado, sem chuva, temperatura entre 19 e 27 graus. Domingo ensolarado, com temperaturas variando entre 8 e 19 graus. Na segunda-feira, mínima de 6 e máxima de 20 graus. Frio ao longo dos dias.

CPTEC/Inpe: nesta sexta, 90% de possibilidade de chuva. No sábado, mesma coisa, em relação à chuva. Temperaturas entre 17 e 20 graus (junto com o Climatempo, a dupla não prevê casaco e cobertor de lã pro sábado). No domingo, mínima de 12 e máxima de 19; na segunda, a temperatura oscila entre 9 e 18 graus. Frio ao longo dos dias.

Como já foi dito, o Inmet não tem as previsões para os próximos dias, por algum problema ligado à informática. Mas tem o alerta de temporal. A gente pode até duvidar um pouco. Nenhum outro diz isso, mesmo o AccuWeather, que anuncia o prognóstico de temporal feito pelo Inmet. Mas não custa se precaver.

Olha as recomendações do Inmet:

– Em caso de rajadas de vento, não se abrigue debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas, e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

– Se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia.

– Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Tudo muito válido. A gente sabe que, aqui em Foz, as árvores têm mesmo esse feio costume de despencar em carro, em casa e até na cabeça de desprevenidos, ao menor ventinho. Se não a árvore inteira, pelo menos um daqueles galhos de fazer estragos.

CONCLUSÕES

Estas flores já vão, antecipadamente, para os meteorologistas que acertarem 90% do que previram. Foto Patrícia Iunovich

O dia vai a meio – neste momento, são 16h e qualquer coisa – e até agora nem sinal de chuva. Mas confiemos nos homens do tempo.

Sabe o que dá pra acreditar piamente? Na previsão de frio pro final de semana em diante. É quase unanimidade. Só no sábado que fica meio duvidoso em relação à temperatura mínima, mas depois há um consenso, variando só entre friozão e mais frio ainda.

Ficamos por aqui, aguardando a chuva. E torcendo pra não ter temporal, só chuva abundante, que é o que precisamos.

Mas sabe o que causa estupefação? É que os apresentadores de televisão, quando vão noticiar a previsão do tempo, o fazem com tanta segurança que até parece coisa garantida. Às vezes já está chovendo e a previsão é de chuva só à noite. E leem isso. Faz parte, faz parte.

“DEVE ACONTECER”

Meteorologia é ciência, mas previsão é o que a palavra significa: é uma antevisão, uma presciência, um presságio. Melhor mesmo é o sinônimo prognóstico, que tem entre os significados uma definição precisa: “suposição, baseada em dados da realidade, sobre o que deve acontecer”.

“Deve acontecer.” Pode acontecer. E às vezes acontece.

Alerta aos meteorologistas dos serviços que consultamos. A partir da próxima notícia sobre o tempo, vamos ver o que diz o pessoal da Somar Meteorologia. O site é bem feitinho e fácil de consultar, sem firulas. Mas prevê mais ou menos a mesma coisa que todos esses outros, pros próximos dias.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.