Argentina e Paraguai discutem reabertura de fronteira. Ainda sem data

Há uma possibilidade de que a fronteira entre os dois países reabra neste sábado, 16. Foto Aduana Argentina

Deveria ser em 1º de outubro, mas foi sendo protelada. Agora, dizem que será “nos próximos dias”. Talvez neste sábado.

Pense numa decisão rápida. Pensou na Argentina. Só que não! Depois de tantas protelações, os chanceleres do Paraguai e da Argentina se reuniram na quinta-feira, 14, para conversar sobre a abertura de fronteiras entre ambos os países.

Eles resolveram que serão habilitadas as passagens de fronteira entre a província argentina de Formosa e o departamento paraguaio de Presidente Hayes; entre Misiones e Itapúa; e entre Corrientes e Ñeembucú.

Mas quando? É difícil sair com uma data, numa reunião com argentinos. Ficou definido que será “nos próximos dias”, como informa a agência de notícias oficial do governo paraguaio.

Inicialmente, as fronteiras entre os dois países deveriam reabrir no dia 1º de outubro. A decisão foi sendo adiada e outubro já vai em meio, sem que aconteça alguma coisa.

“DISTANCIAMENTO”

O portal argentino El Territorio critica a falta de definição. E conclui que “não se trata de boa ou má vontade” do governo nacional argentino, mas “simplesmente do distanciamento com esta realidade regional”.

“A expectativa, que foi crescendo nas comunidades de Posadas (Argentina) e Encarnación (Paraguai) pela abertura da ponte, está relacionada com a cultura dessa fronteira, onde além das questões econômicas que flutuam a favor de um ou outro lado, se trata de espaço geográfico acostumado ao uso desta passagem internacional. Uma questão que às vezes não se entende bem em Buenos Aires”, diz El Território.

Euclides Acevedo e Santiago Cafiero: acerto para reabrir três passagens fronteiriças, “nos próximos dias”. Foto MRE do Paraguai

Do encontro entre os ministros de Relações Exteriores do Paraguai, Euclides Acevedo, e da Argentina, Santiago Cafiero, ficou – mais uma vez – definido que a reabertura será de maneira progressiva e respeitando normas sanitárias, com a criação de corredores sanitários seguros.

Há até uma expectativa de que isso aconteça neste sábado. Afinal, as autoridades de Misiones já têm pronto um protocolo sanitário, que permitirá o ingresso de 800 pessoas por dia pela Ponte San Roque González de Santa Cruz, provenientes do Paraguai.

Do lado paraguaio, estreará um protocolo sanitário, mas sem uma quota máxima de pessoas para entrar em Encarnación.

Em ambos os lados, segundo El Territorio, será preciso apresentar certificado de vacinação. No lado argentino, também será exigido um teste de PCR feito nas 72 horas prévias e um teste de antígeno na entrada do país. Além de declaração jurada. Exigências que são feitas em Puerto Iguazú.

NOVO CENÁRIO

Pré-pandemia: movimento incessante entre os dois lados da fronteira. Foto Aduana Argentina

El Territorio diz ainda que, quando a fronteira reabrir, o cenário será outro, um ano e sete meses depois do fechamento da ponte internacional.

Antes da pandemia, milhares de pessoas cruzavam de um lado a outro da fronteira, “com filas intermináveis em um e outro sentido”. Agora, com quotas, haverá “uma nova forma de cruzar a ponte”

A diretora de Migrações do Paraguai, Ángeles Arriola, está confiante que as fronteiras vão reabrir neste sábado, dia 16. “Só” depende de decisão final do governo nacional argentino e do governo da província de Misiones.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 1151 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.