O Parque Nacional do Iguaçu é Patrimônio da Humanidade

OPINIÃO

Decretado como Patrimônio Natural da Humanidade, pela Unesco, o Parque Nacional do Iguaçu é de grande importância e alta relevância exatamente neste momento em que o mundo está discutindo a questão climática.
Ele, curiosamente, extrapola as fronteiras nacionais adentrando em território da Argentina. Por conta disso, qualquer ato praticado em seu território, em qualquer dos países, é algo que tem de ser muito bem pensado e amplamente discutido.

Estamos vendo uma pressão que vai avolumando-se dia a dia, no lado brasileiro, com vistas à privatização do Parque Nacional – questão, aliás, que já existe, mas que agora se pretende que seja mais ampla e eficaz. Dessa forma, ressurgem algumas ações pensadas no passado, porém que não obtiveram respaldo, como a construção de um teleférico unindo os dois países.

Já existem fatores intervenientes nas proximidades do parque, como a expansão de aeroportos nos dois países, urbanização em áreas próximas e mesmo formas de exploração não condizentes com a realidade de uma área preservada.

O que se pretende agora é uma liberação total para a máxima exploração do parque, sem qualquer tipo de restrição, estando nessa perspectiva inclusive a reabertura de uma estrada, no lado brasileiro, anteriormente fechada exatamente por conta da violação de uma área preservada.

Podemos e devemos ter, sim, alguns complexos a serem criados, como um laboratório a céu aberto para estudos ambientais que envolvam também espécies animais e vegetais de grande importância. Esse laboratório seria gerido pela Unila, por conta da existência de cursos e pesquisas nas áreas ambientais, e teria a colaboração fundamental da Itaipu, via suas áreas de estudos e pesquisas ambientais.

Portanto, creio que seja mais do que necessário repensar as estratégias para o Parque Nacional do Iguaçu, mas isso não pode levar ao simplismo de entregar toda a área para uma exploração comercial de duvidosa eficiência no que tange à preservação ambiental.

Acredito, sim, que há muitas coisas a serem feitas no Parque Nacional, como melhorias de propostas para um conhecimento maior e mais detalhado dessa ampla e complexa área de proteção ambiental, contudo isso só vai reforçar a sua finalidade e jamais permitir qualquer forma de exploração comercial, de qualquer maneira.

________________________________

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do H2FOZ.

Quer divulgar a sua opinião. Envie o seu artigo para o e-mail [email protected]

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.