Hidrelétrica de Itaipu. Foto: Marcos Labanca

Energia hidráulica é fundamental

Prof. José Afonso de Oliveira – OPINIÃO

Muito interessante e oportuna a matéria da TV Globo local, editada pelo jornalista Ronaldo Ragadali, a respeito da energia hidráulica e suas utilidades aqui no Paraná. Matéria bem feita, objetiva e que esclarece realmente a importância da energia hidráulica para o desenvolvimento econômico e social.

Temos a maior tecnologia desse setor e, também por conta disso, construímos uma grande usina hidrelétrica, sendo os maiores produtores mundiais, uma vez que a nossa hidrelétrica de Itaipu tem funcionamento contínuo, isto é, opera todos os 365 dias do ano, o que não acontece em outras usinas de grande porte por conta dos problemas de inverno.

Assim, a maior produção mundial de energia hidráulica está localizada em nossa cidade, o que, direta e indiretamente, ocasionou a grande transformação que vive a sociedade de Foz do Iguaçu.

Agora com a crise hídrica temos sim grandes problemas que podem ocasionar quedas de energia, implicando a necessidade de termos racionamento compulsório de energia elétrica.

É fato que o mês de agosto costuma ser de pouca pluviosidade, mas já vinha ocorrendo a diminuição das chuvas provocadas possivelmente pelas questões pertinentes à destruição do ambiente natural com queimadas, poluição e, principalmente, com o aquecimento da atmosfera, muito além do que é permitido.

É também por conta disso que teremos de nos associar à comunidade internacional para tomarmos medidas que possam estabelecer um equilíbrio ambiental necessário para a sobrevivência da vida no planeta e que melhore sensivelmente as condições da própria vida para todos.

A crise hídrica, que já vem ocorrendo faz algum tempo, vai perpetuando-se de forma cada vez mais agressiva, apontando para uma escassez de água, o que implicará graves situações de falta de energia com problemas para a iluminação das nossas metrópoles e toda a nossa produção industrial, setores de serviços, bancos, comércio, enfim, trazendo uma grande e difícil crise para a sociedade como um todo.

Tudo pode ser contido mediante várias decisões que evitem a destruição ambiental, ao mesmo tempo em que governo e iniciativa privada possam investir em novas formas de ampliar a oferta de energia para a sociedade atual.

*José Afonso de Oliveira é professor e sociólogo em Foz do Iguaçu.
Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do H2FOZ.
Quer divulgar a sua opinião. Envie o seu artigo para o e-mail [email protected].

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Professor Afonso

José Afonso de Oliveira é professor e sociólogo em Foz do Iguaçu. E-mail: [email protected] - Veja mais conteúdo do autor.

Professor Afonso tem 1 posts e contando. Ver todos os posts de Professor Afonso